Páginas

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Interior


O que fazer quando nosso interior está angustiado? Quando não conseguimos ver a claridade do Sol que nasce, quando tudo parece escuro e triste?
Pois é assim que ando me sentindo, escuto todos ao meu redor me falarem que o tratamento da radio está acabando, que já passei por períodos piores......mas que culpa tenho de estar sentindo assim?
Parece que agora a ficha está caindo ou tudo que vivi está explodindo aqui dentro?
Não sei, mas o que sei que não ando com vontade de nada, minha conexão com o céu parece ter sido cortada, estou num período de "noites escuras".
Apatia, me sinto as margens, não como parte da vida, como só observasse o movimento das pessoas, a alegria.
Confuso e sofrido.
Minha mama está muito queimada, arde e coça muito, não tenho vontade de olhar para ela, até um tempo atrás era tão diferente.
Sei que muitas amigas já nem tem mama, que pessoas se encontram em estado bem pior que o meu, mas sinceramente nesse momento preciso desabafar para tentar entender essas mudanças na minha vida e na vida dos que cuidam de mim.
Quando a gente passa por isso, temos que dar conta de tudo e também dos problemas que a vida normal já nos traz, é uma carga muito pesada, fora o estigma, os olhares, a careca, a vaidade e...... viver com isso, pois confesso que sempre que tiver que fazer exames, marcadores irei sentir medo, medo de voltar, de ter que passar por isso de novo, acho que todos mundo que passa deve sentir, ou não?
Esse mês também me traz muitas recordações não muito boas.
Vou ter que tentar dar uma reciclada em tudo, pensar, tentar digerir.
Pensei até em entrar num curso de artesanato, preciso ocupar a minha mente, minhas mãos.
Mas não vou deixar de lutar, com certeza isso vai ser temporário e vai passar.
Coloquei essa imagem da flor da amendoeira, pois a primavera vem chegando e quem sabe eu não pego carona e tento me renovar, iniciando uma vida nova com tudo aquilo que aprendi com essa dor?
Não custa tentar não é?
Agradeço as mensagens deixadas aqui, me ajudam muito, me dão força mesmo!
Um grande abraço! Fiquem com Deus! Bjssssssssssssss

21 comentários:

  1. Querida Cristina,
    Não se culpe pelo que voce esta sentindo agora.Se dê este tempo.Claro que tudo vai pasar e nós não podemos desanimar e deixar de acreditar.
    Mas as vezes é tão pesado, não é mesmo?Uma recaidazinha não significa o fim da esperança.É só uma deprezinha.Porque, afinal de contas, não podemos fingir que nada está acontecendo.
    Chorar um pouquinho PODE.
    E amanhã vai ser outro dia, como cantou nosso querido Chico Buarque.
    Amanhã a gente reza mais, tá?
    Descansa um pouco.
    Um beijão de quem já se considera sua amiga,Vania

    ResponderExcluir
  2. depois da noite vem o dia, cris. vc sabe disso mais do que eu. vamo que vamo. eu te empurro daqui... bizus!

    ResponderExcluir
  3. Cris, amada!!!!
    Compreendo que temos dias mais e dias menos, mesmo... não dá pra se culpar... é preciso PERMITIR-SE!! Permita-se sentir tudo o que estás sentindo, coloca pra fora tua raiva, teu inconformismo, tua frustração... Permite sentir isso tudo, sim...
    Depois, respira fundo... vai respirando e deixando a energia de renovação entrar por cada poro teu... cada espacinho de ti deixa ser preenchido pela renovação. E, a partir daí, volta ao teu centro que é de GUERREIRA, e continua firme! A cura não é só física e sabemos disso... vamos curando nossas feridas internas também... e isso é EVOLUÇÃO!
    Tenha a certeza de que não estás sozinha, tanto nos sentimentos, quanto nas (re)descobertas! Todas estamos conectadas nessa energia de VIDA!
    Quando o "blézinho" (aquela sensaçãozinha chatinha de "ai, que saco")bater, lembra que tem alguém aqui em Passo Fundo, "tchê", que está conectada a ti em pensamento e no coração e te manda sempre as melhores energias de amor!!
    Beijos no seu coração,
    Sa

    ResponderExcluir
  4. Querida Cris , tal como vc vivo assim,ainda estou na metade da quimio,lendo a psicanalista Lucianna Saddi , de certa forma me identifiquei vivemos um periodo de luto , luto de nós mesmas do que já fomos , essa angustia nasce a medida que nos perdemos nesse enlutamento" , tal como luto há de passar , claro que gavetas" internas hão de ser achadas afim de que possamos não sei se caminhar como antes ( afinal não somos as mesmas) Mas simplesmente ter sonhos e caminhar..fazendo parte, interagindo com o meio e não estando as margens dele como nos sentimos..
    beijo grande ..Vc não está só nesse caminhar de sensações.

    ResponderExcluir
  5. Cris Querida.
    Como eu entendo o que se passa contigo, e é extremamente natural, assim como falamos e escutamos que tudo isso vai passar, sabemos também, o quanto é difícil.
    Portanto permita-se.


    Um beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  6. Entendo esse cansaço que te dá, tem me dado também devido a uns problemas de saúde que ando enfrentando... E penso também nos outros que estão em condições piores...

    Ontem fiz um exame que precisava ficar com um tubo que entrava pelo nariz e descia pela garganta... Aquilo doeu tanto, mas pensei que era só por 24 horas, e pensei no pessoal que faz quimio e sofre tanto... me senti idiota e mesmo assim de saco cheia e cansada de tudo... Acho que esse cansaço é meio incontrolável...

    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Renova-te.
    Renasce em ti mesmo.
    Multiplica os teus olhos, para verem mais.
    Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
    Destrói os olhos que tiverem visto.
    Cria outros, para as visões novas.
    Destrói os braços que tiverem semeado,
    Para se esquecerem de colher.
    Sê sempre o mesmo.
    Sempre outro. Mas sempre alto.
    Sempre longe.
    E dentro de tudo.

    Cecília Meireles




    AMIGA MINHA
    Coloque mesmo tudo prá fora, grite, brigue, chore e depois , como diz este poema, renova-te e continue a fazer feliz todos que te amam e torcem por você.
    Estou sempre por perto, é só gritar...
    beijãooooooooooo

    ResponderExcluir
  8. Boa Noite Cristina!
    Tédio, tristeza , são sentimentos que Deus nos deu para que não esqueçamos que somos humanas e que precisamos de carinho, de aconchego. Ocupar a cabeça faz muito bem e fazer artesanato é como uma "cachacinha", queremos ver o final e com isso nos distraimos, o tempo passa e com ele a nossa tristeza. Eu me afogo nos bordaos em ponto de cruz, mal termino um começo outro. Dou para as minha amigas, cunhadas todos tem alguma peça bordada por mim. Gosto de fazer os panos de prato ( semaninha) , digo que assim ela estarão comigo de domingo a domingo (pretenciosa!!!!) E assim vou vivendo. Agora o tempo vai ficar melhor e você também se sentirá melhor. As soluçãoes começam a surgir.... e tudo ficará bem, você sabe que isto vai acontecer. FICAR BEM.
    Bjs de boa noite, aqui com uma chuvarada de dar medo...raios...relâmpagos, granizo ,tudo que tem direito a despedida do sr inverno.

    ResponderExcluir
  9. Cristina, não me sinto autorizada a dizer que "conheço" esses sentimentos, só tenho intimidade com a presença deles - e que entendo o que está vivendo. O que posso dizer é que expressá-los ajuda sim, e não só para o alívio que causa falar o que sentimos, mas pq processamos enquanto falamos.
    Vc usou uma expressão bem adequada quando disse entender que é um "período", então, isso equivale a dizer que as noites precedem o dia, não é assim?
    O período é longo quando nos toma por inteiro, talvez vc possa tentar diminuir-lhe - o tempo e a intensidade - para superar a angústia maior e lutar com a valentia que teu coração indicar.

    Não sei se palavras traduzem o que eu gostaria de te dizer, mas sei que desejo muito que fique melhor do que ontem, e que o amanhã te sorria!
    Te trouxe uma flor para celebrar a chegada da primavera, e vc é quem escolhe qual e de que cor prefere, está bem?
    Que meu carinho chegue até vc, e sinta meu abraço amigo!
    Uma quinta-feira com bastante luz e paz!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Olá Cristina.Os períodos de tristeza, de incerteza, de cansaço são muitos. Necessário viver isto. Afinal o que vivemos não é brincadeira. Nestas horas, me aquieto, vejo comédia, vou olhar o supermercado, rezo muito e caso nada dê certo, ligo para alguém que me entenda e troco idéias. Tb peço ajuda a terapeuta. É de grande valia. Muita mesma.
    Em frente Cris. Cabeça erguida e lembrando que "não há mal que sempre dure e bem que para sempre perdure." Acho que o ditado é este ksksksksks

    ResponderExcluir
  11. Amiga!!!! vou te lembrar todos os dias!!
    Vamos Celebrar a Vida!!
    Escute bem alto a música "até o fim"
    e bata palmas junto amiga, se bater palmas seja dificil, estale os dedinhos!!
    Beijossssssssssssssss!!!!

    ResponderExcluir
  12. Passei por este cantinho, e tinha de "botar faladura"! A idéia do curso de artesanato é óptima, porque essa actividade é uma fonte de terapia...para mim é.
    As doenças, de vez em quando, põe-nos "em baixo", e cabe-nos, com a ajuda de quem se interessa por nós, voltar "para cima". às vezes, uma ajudazinha médica tbm cai bem, como no meu caso! Tomo medicação para a depressão, faço artesanato, dedico-me à culinária, enfim, tento fazer aquilo que sei e de que gosto. A netinha também ajuda!
    bj

    ResponderExcluir
  13. Cris querida, lembra do nosso papo ontem, Vida!!! E você tem razão, tu ainda tem um peito, um não os dois, e braços, e pernas e uma longa vida...Daqui a pouco tudo será apenas uma lembrança, ficará o aprendizado e espero, nossas amizades. beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Cris permita-se chorar sim, ficar triste, mas lembre-se que Deus está no comando tudo isso vai passar, vc já é uma vencedora.
    Que Deus ilumine esse dia e todos os dias de sua vida.
    bjus.

    ResponderExcluir
  15. Cris, amada!
    Às vezes fico pensando o quanto esperam da gente e o quanto esperamos de nós mesmas... Tá legal, temos que ter força, ter fé, não deixar a peteca cair, dar conta de tudo e todos, mostrar nosso lado guerreiro imbatível,ser inabalável...Não, não penso que seja assim. Temos o direito de gritar, xingar, questionar, nos sentirmos cansadas, chutar o pau da barraca nem que seja por um dia, ou dois! Afinal, porque exigimos tanto? Porque parecer que a carga é leve? Não, não é! Só você sabe/sente o que está passando, só você! Então amada: PERMITA-SE sim! Do Divã mando-lhe hoje um vídeo/música muiiiito especial: Angel's Blessing. Ouça e sinta que eles e PAI estão acolhendo esse "dia(s) de cão" que tens direito...e renovando-o(s)com ENERGIA DA CHAMA VIOLETA!
    Beijuuss ILUMINADOS n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Núbia Suely Rodrigues de Lima24 de setembro de 2010 11:49

    Moça linda!!! seu blog é um espaço muito bom! é a primeira vez que entro aqui, poderia ser um encontro daqueles que acontecem no cotidiano, eu te falar oi! e gostar de vc de graça, tua foto me fez sentir isso!! Quanto ao teu problema de saúde, te vejo como uma guerreira!! vou ficar pedindo a Deus por sua recuperação! e que todas forças do universo conspirem para isso!! tudo que posso te oferecer é minha amizade e meu carinho! È primavera....ganhar uma amiga não tem preço!! bjoss enorme!! Núbia Lima (nubialima_8@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  17. Tenho certeza que vocé sabe bem o que quis dizer no meu post! Tenho certeza que passa por muitas situações de incompreensão! Parte dos meus problemas são de saúde, e sinto esse tal afastamento das pessoas. Dá vontade de dizer que o que temos não é contagioso... rs. Mas é melhor deixar pra lá... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  18. Oi Cris,

    Torço muito para que vc supere todos os obstáculos, que passe esta fase mais difícil e que a vida volte a sorrir novamente.

    Tenha fé, o nosso estado mental ajuda muito no resultado do tratamento.

    ResponderExcluir
  19. Cristina, vc expressou bem o que vivi semana passada. Tb estou nessa luta contra o CA de mama e tb vou fazer rádio. Já fiz a cirurgia e metade da quimio. Semana passada eu estava me sentindo assim exatamente como você. Não vou dizer "Não fique assim", pois sei que a escolha não é nossa. Vou lhe dizer "É uma fase, já já passa, não vai durar pra sempre. Peça a Deus que segure a sua mão neste momento e lhe guie pelo caminho". Tb fiquei um período com a conexão com o divino cortada, não conseguia rezar. Pedia apenas para Deus e N. Sra. não me abandonarem naquele momento. Só isso e nada mais.
    Meu médico uma vez me disse: você não tem que estar alegre 24 hs por dia, 365 dias por ano. Dê-se o direito de chorar, ficar triste às vezes. Mas tenha sempre em mente que é apenas um momento e não você de verdade.

    É isso querida, aos pouquinhos tudo volta ao lugar. Add meu blog e vamos conversando, assim a gente vai dando força uma pra outra :)
    Bjs, bjs, bjs.

    ResponderExcluir
  20. Sem querer caí aqui no seu blog. Eu, tão feliz porque acabei de me casar, agora me sentí egoísta por não reparar que outros ao meu redor vivem momentos de tanta dor.
    E quando o dia do casamento passou, tive a ousadia de sentir uma coisa que chamei de "vazio", pela falta dos preparativos!
    Que bom que cheguei ao seu blog. Ele me fez ver que o que eu sinto nunca será "vazio". Existem vazios imensamente maiores que o meu. O mundo continua girando, as pessoas continuam adoecendo, lutando, tendo recaídas, se erguendo de novo. Os meus problemas são muito pequenos na frente de tudo isso.
    Obrigada por, sem querer, me abrir os olhos.

    Rezo pra que você se recupere. Peço à Deus que te dê um pouco da minha saúde pra você continuar lutando.

    Não desista. Chore, grite, permita-se sentir todos os sentimentos que te acometem, mas não desista! Porque a vida aqui fora é bonita, você sabe.

    Bjs,
    Michele

    ResponderExcluir
  21. BEM LÁ NO FUNDO DO TUNEL , BRILHA UMA LUZ, MESMO Q VC NÃO A VEJA BRILHA ...ELA ESTÁ LÁ .. PORIÇO NÃO DESISTA , NÃO DEIXE DE ACREDITAR NESSA LUZ...

    SEJA FORTE ... NADA É IMPOSSIVEL DIANTE DOS OLHOS DO PAI..

    BEIJOS

    ResponderExcluir